FAO lança novo sistema de informação global para doenças animais

EMPRES-i + visa melhorar a inteligência, previsão e alerta precoce, permitindo aos países monitorar a propagação de doenças e o risco de novos surtos

Com a COVID-19 ressaltando a necessidade de maior vigilância, o mundo precisa permanecer alerta às novas ameaças de doenças animais, exortou a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) ao lançar um novo sistema global de informação sobre doenças animais .

“Precisamos priorizar e fortalecer o setor de saúde animal”, disse o diretor-geral da FAO, QU Dongyu, em um evento de lançamento do sistema EMPRES-i + . Ele acrescentou: “Fortes esquemas nacionais e internacionais de saúde animal são essenciais para prevenir doenças, garantir alimentos seguros e nutritivos e proteger os interesses dos produtores”.

O mundo globalizado e hiper conectado de hoje permite a rápida disseminação de doenças além das fronteiras. Nesse contexto, os sistemas de inteligência de acompanhamento das doenças precisam ser muito mais eficientes na captura de big data, muito mais sensíveis para detectar eventos incomuns e ter a capacidade de compartilhar informações rapidamente.

O novo sistema baseado na web apoiará melhor os países na identificação e mitigação de ameaças graves de doenças animais, disse Qu, observando que a pandemia COVID-19 destacou os desafios e a importância do alerta precoce.

EMPRES-i + substitui uma versão anterior, EMPRES-i, que foi lançada pela primeira vez em 2004 e tem sido amplamente usada por centenas de partes interessadas, desde comunidades locais a parceiros de desenvolvimento globais.

Os recursos da plataforma atualizada incluem:

· plataforma baseada na nuvem com capacidade de se conectar a outras plataformas de dados dos setores de saúde pública, saúde animal e meio ambiente. Isso ajudará os usuários a acessar facilmente os dados de outros setores e a usar as informações de que precisam para uma análise posterior.

· análise de dados avançada para que os usuários identifiquem facilmente eventos e tendências de doenças. Além disso, também ajudará os países a planejar suas abordagens de controle de doenças e direcionar as intervenções.

· funções de previsão e alerta precoce para permitir que os países monitorem a propagação de doenças e o risco de novos surtos. A partir desta função, os países serão capazes de se preparar para possíveis surtos de doenças com antecedência.

A FAO considera a saúde animal crítica para a segurança alimentar e nutricional e para alcançar muitos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especialmente aqueles relacionados à melhoria da produção, erradicação da pobreza, erradicação da fome e garantia de vida saudável para todos. Seu trabalho em saúde animal é parte de uma abordagem integrada de Uma Saúde com foco no gerenciamento de riscos nas interfaces entre animais, humanos e plantas.

Entre as principais doenças animais que ameaçam a segurança alimentar e a subsistência, está a peste suína africana, que, segundo o Banco Asiático de Desenvolvimento, já causou prejuízos na região de US $ 55 bilhões a US $ 130 bilhões e recentemente atingiu também as Américas.

O Diretor-Geral da FAO vinculou a importância do lançamento do novo sistema ao Dia Mundial da Informação do Desenvolvimento da ONU [comemorado em 24 de outubro], destacando como o poder da tecnologia da informação pode ser aproveitado para os objetivos da FAO de melhor produção, melhor nutrição, melhor ambiente e uma vida melhor para tudo, não deixando ninguém para trás.

“O novo EMPRES-i + destaca o valor dos sistemas de informação de alerta precoce para melhorar vidas e meios de subsistência. Mas isso só pode ser alcançado por meio do compartilhamento coletivo de informações e ações antecipadas ”, disse ele.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

mais lidas dos últimos 7 dias

Nenhum dado até agora.

mais lidas dos últimos 30 dias

Nenhum dado até agora.

Nunca perca nenhuma notícia importante. Assine a nossa newsletter.

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista AviSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:

Busca por palavra chave ou data

POR DATA:

mais lidas dos últimos 7 dias

Nenhum dado até agora.

mais lidas dos últimos 30 dias

Nenhum dado até agora.

OvoSite
PecSite
SuiSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

logo (1)

Na 38a edição da Conferência FACTA 2021, dois dos quatro prêmios José Maria Lamas da Silva, concedidos para os melhores trabalhos científicos nas áreas de Produção e Outras Áreas, utilizaram modalidades de inteligência artificial com modelos fuzzy e mineração de dados em Avicultura de Precisão. Página 32.

logo (2)

Encontrar com rapidez e precisão o ponto ideal de atuação economiza tempo e dinheiro e faz com que as empresas percebam rapidamente o retorno positivo das estratégias definidas e ações corretivas adotadas. Página 22.

2

Atingir melhor eficiência produtiva das aves é uma das questões que têm tirado o sono do produtor diante do quadro de recordes nos preços dos grãos, principais insumos de produção. Com a nutrição atingindo cerca de 80% dos custos, qualquer alteração na formulação de dietas para reduzir o impacto dos preços elevados pode fazer uma diferença importante. Página 46.

logo

Você sabia que pintainhos possuem bactérias no sistema digestório antes mesmo de eclodirem? Para entender de onde vêm as bactérias nos pintainhos recém eclodidos, é importante compreender as diversas possibilidades de colonização bacteriana precoce. Apesar do que muitos acreditam, os ovos férteis, mesmo passando por diferentes formas de higienização e desinfecção, não são estéreis. Página 54.

logo-17-05-2021

A cadeia da produção animal está novamente colocada diante do desafio do aumento de custos de matérias-primas em várias frentes. O milho chama atenção, mas soja e os micro ingredientes também encareceram, tanto pela quebra de safras, entre outros fatores, quanto pelo aumento do dólar. Se a alta de custos dos ingredientes é uma realidade, a tecnologia pode apontar caminhos. Página 36.

3

Os carboidratos representam a principal fonte de energia na alimentação animal. Eles são encontrados principalmente em cereais ou subprodutos de cereais. Contudo, além do amido, os principais carboidratos ricos em energia, os cerais contém polissacarídeos não amiláceos (PNAs) ricos em energia, os cerais contém polissacarídeos que não são facilmente digeridos no intestino delgado de aves e suínos. Página 50.

1

O custo das matérias-primas tem impactado no aumento do custo das rações de frangos de corte, sendo que, o potencial de aproveitamento dos nutrientes das rações pode ser melhor explorado com o uso de estratégias capazes de otimizar a digestibilidade e a absorção destes nutrientes, garantindo assim, a redução do custo final das formulações e/ou otimização do potencial genético das aves. Página 60.

2

Quem se dedicou à tarefa de analisar os balanços das duas principais empresas do setor no segundo trimestre de 2021 deve ter notado que, embora fortes concorrentes entre si, ambas apresentaram pelo menos um argumento em comum para justificar os fracos resultados do período: o encarecimento do custo de produção naquele que, provavelmente, é o momento mais difícil e desafiante da economia e do consumidor brasileiro. Página 62.

Open chat
Fale agora no WhatsApp